2016

2016

02 agosto 2013

regressar de férias

é bom desligar a ficha de vez em quando. esquecer o mundo, do qual estamos excessivamente dependentes, dos mails e redes sociais. voltar a estar com as pessoas reais, de carne e osso. mesmo que isso inclua também as inquietações próprias de termos tempo uns para os outros e, por isso mesmo, para todas as imperfeições e incompatibilidades de feitios que isso possa significar. que é afinal o que faz de nós uma família.
mas férias são férias. e o pacote traz sol, praia, piscina, passeios a pé, muita leitura, algumas séries para por em dia, encontros com amigos e família, comida boa e comida não-tão-boa [mas que sabe pela vida!], pessoas novas. 
e férias trazem também verbos tão bons quanto necessários: distanciar, respirar, relativizar; perceber que a vida é também [ou sobretudo] feita destes momentos que nos fazem renovar energias e querer mudar tudo aquilo que a rotina sorrateira e diariamente impõe.
posto isto, baterias carregadas e prontas para o que há-de vir. :)


Sem comentários: