2016

2016

24 agosto 2013

A Gaiola Dourada

a propósito deste post, lembrei-me que ainda não tinha escrito (quase) nada sobre A Gaiola Dourada. que adorei o filme não é novidade. há meses que acompanhava o trailer e as informações sobre as filmagens, por isso estava com grande expectativa para o ver. tinha-me dito um amigo que está emigrado que tinha chorado a vê-lo. ora, pensando eu que era uma comédia, estranhei. sobretudo porque os homens são bem menos lamechas do que nós e, portanto, tê-lo ouvido admitir que chorara só podia querer dizer que eu também não ficaria indiferente.
e não fiquei. o filme tem de facto muitos momentos de boa disposição, mas há um enredo por trás, com uma história maior, que é a vida de tantos que conhecemos e com quem nos relacionamos. não tem que ser em Paris nem tem que ser naquelas profissões. mas a verdade subjacente a todo o filme é que nos toca. e, sem querer revelar muito, a cena na casa de fados é de facto arrepiante. ora vejam e comprovem.


1 comentário:

Edien disse...

É mesmo isso :)
bj