2016

2016

19 agosto 2013

do equilíbrio

não sou, julgo eu, uma daquelas pessoas que no trabalho se queixa por tudo e por nada. dou valor ao que tenho, ao que conquistei, ao que faço. nem sempre gosto, mas valorizo. sei que no contexto da minha empresa, à minha escala, o meu trabalho faz a diferença. ambiciono mais e melhor, todos os dias. não perco de vista os objetivos que me fazem crescer e aprender, mas vivo bem com o que tenho. agradeço todos os dias o facto de ter um bom emprego... e de ter trabalho. mas trabalho a sério, daqueles em que por vezes mal tenho tempo para comer ou para abrir um jornal online. nem sempre é assim, mas hoje foi. 
não me queixo de falta de reconhecimento, protesto antes pela falta de diferenciação entre as pessoas. mas sei que o meu trabalho é bem aceite, incentivado, reconhecido.
hoje foi aquele dia em que, com a maior parte das pessoas de férias, tive que me desdobrar em três ou quatro, fazer o meu trabalho e o de quem não está, corrigir o que ficou mal feito, acrescentar o que ficou por fazer. não é isto que me cansa, porque gosto mesmo de trabalhar [uns dias mais do que outros, naturalmente]. uma reunião inesperada, uma coisa especial, fora da caixa, como eu adoro. o cansaço de ter que rever uma e outra e ainda outra vez os disparates alheios compensado com este mimo. e com as palmadinhas nas costas, de quem bem sabe que os incentivos passam também muito por fazer com que as pessoas se sintam úteis e pró-ativas. produtivas, na verdadeira acepção da palavra.
saber motivar quem trabalha é um dom. e parte também de nós próprios estarmos disponíveis para ver o lado positivo das empresas, do trabalho e de quem nos dirige. para que possamos acordar de manhã com um objetivo maior que não apenas cumprir um horário, ir para o emprego. profissionalmente falando, não há nada que compense mais do que sentir que fazemos a diferença, ainda que em pequenas coisas.

1 comentário:

nobody listening disse...

concordo inteiramente contigo. sentir que fazemos a diferença nos tempos que correm sabe muito mas muito bem. beijinhos e boa semana