2016

2016

15 agosto 2013

newsroom II

hoje vi os últimos 5 episódios, em jeito de maratona, e agora estou aqui, sem saber para que série me virar. é que esta é tão boa! agarra-nos logo primeiro episódio no eterno debate da fronteira ténue entre a ética profissional e a banalidade, a veracidade dos factos por oposição à distorção da realidade, o que é íntimo e pessoal mistura-se com o que é (ou deveria ser) profissional. 
e depois há os dois lados da moeda, que se misturam de forma tão perfeita, que acabei por não perceber se estava a ver o dia a dia de uma redação, com todas as questões românticas dos produtores de notícias (como se auto-intitulam) em paralelo... ou se a rotina de trabalho é apenas uma distração para a história das suas vidas. há muito tempo que não ficava com um nó na garganta e uma lágrima no canto do olho. mas isso posso ser só eu, que ando mais sensível e qualquer partida do destino, mesmo que na televisão, me emociona.
agora é só esperar pela segunda temporada, que, ao que sei, ainda deve demorar.
entretanto, estou aqui a tentar escolher entre a terceira temporada do Downton Abbey, a quarta do Damages ou a primeira do Luther - que, como diz a Polliejean, ainda uma pessoa se está a entusiasmar, e já chegou ao fim dos seus seis episódios.

1 comentário:

Polliejean disse...

Também já ouvi dizer bem da Newsroom :)