2016

2016

23 outubro 2013

saber desistir

quando há dias fui convidada para fazer parte de um grupo de leitura, disseram-me que as reuniões são a cada seis semanas e não há um livro obrigatório, mas um tema genérico. desta vez era preciso escolher um autor português contemporâneo. 
como gostei tanto do "Adeus Princesa", da Clara Pinto Correia, escolhi o "Ponto Pé de Flor", da mesma autora, que andava adiado desde que mo ofereceram. à página 53, acabo de decidir, pela segunda ou terceira vez na vida, que vou desistir de um livro. a vida é demasiado curta para perder tempo com uma coisa de que não se gosta, que não tem o menor interesse. é precisamente o oposto do outro, de que tanto gostei: é rebuscado, confuso, com uma história que não tem encadeamento. perdi-me totalmente nas primeiras páginas e isso é péssimo, porque me faz dispersar e não conseguir estar atenta à leitura. por isso, vou ter que me debruçar sobre a estante e escolher outro. ou vou aqui procurar um que me interesse verdadeiramente, antes que o prazo se esgote.

2 comentários:

Lénia Rufino disse...

"À Espera de Moby Dick", Nuno Amado.
Ou qualquer coisa do João Tordo.

Just sayin'...

Enjoy the Ride disse...

o Moby Dick li no início do ano, olha ali na lista do lado. :) com o Tordo tenho algumas reservas, porque ou adoro ou detesto os livros dele.
optei pelo José Luís Peixoto. :)