2016

2016

31 dezembro 2013

das pessoas extraordinárias

a comoção e a surpresa no olhar de quem já pouco espera da vida. 
podia viver mil anos e acho que jamais esqueceria o olhar da D. Fernanda, ao ver tudo aquilo, só para ela. como se fosse um tesouro, como se nunca lhe tivessem dado nada tão valioso. e provavelmente não deram, porque passar fome, sobretudo no dia do aniversário, deve ser uma dor sem fim.
a D. Fernanda não esperava que um grupo de amigos se juntasse para a ajudar. enchemos um carrinho de comida e um envelope com o dinheiro que sobrou, que humildemente aceitou (depois da recusa inicial). não há palavras que descrevam a gratidão nos olhos dela. a D. Fernanda chorou depois, contaram-me, e confessou sentir-se envergonhada. vergonha devia ter este país, por deixar que os seus velhos, com idade para gozar tudo o que descontaram ao longo de décadas de trabalho, passem dificuldades. vergonha deviam ter os governantes, que desprezam o mínimo de dignidade a que todas as pessoas têm direito. vergonha devia ter quem, sabendo disto e podendo fazer alguma coisa para mudar, passa ao lado e ignora. porque todos os poucos que podemos dar, juntos fazem muito. não conseguimos salvar o mundo, mas com boa vontade e entrega, podemos certamente fazer a diferença no mundo de alguém.
ainda bem que uma conversa banal se transformou num apelo de solidariedade, que deu origem a um movimento espontâneo e genuíno dos mais bonitos que já vi.
nada me deixaria o coração tão cheio quanto aquele sorriso de surpresa e satisfação. o que a D. Fernanda não sabe é que nos deu muito mais a nós do que nós alguma vez lhe conseguiremos dar a ela: mostrou-nos a generosidade e um olhar de gratidão impossíveis de esquecer. e não há melhor do que fazer o bem porque quem merece tanto.
obrigada, de coração, a todos os que colaboraram para fazer com que o início de ano da D. Fernanda seja um pouco melhor do que os últimos meses que tem vivido.


nesta altura, ainda o carrinho só estava meio cheio

4 comentários:

MauFeitio disse...

Bem hajas por este post. Porque às vezes é preciso que alguém nos lembre que podemos fazer a diferença.

Enjoy the Ride disse...

e podemos mesmo, com pequenas coisas. começo o ano com a sensação boa de saber que alguém está um pouco mais feliz por causa disso. :)

Joana disse...

Que iniciativa maravilhosa. Com pouco se pode fazer muito... Estás de parabéns! Beijinho

Enjoy the Ride disse...

obrigada, Joana. esses parabéns são para todas as pessoas que ajudaram, eu só dei um empurrãozinho. :)