2016

2016

27 janeiro 2014

da dor

este texto foi viral nos dois últimos dias. não quis lê-lo de todas as vezes em que me apareceu no mural do Facebook nem de todas as vezes que tropecei nele noutros blogs. porque já sabia que ia mexer comigo, que me ia perturbar. porque, por muitos lados que esta história possa ter, há um, tão mais importante, que é o destes pais que sofrem. pais que não voltarão a ver os filhos chegar a casa para passar o fim de semana; que não ficarão de coração apertado ao vê-los entrar no comboio para mais uma semana de aulas; que não receberão mais telefonemas com as aventuras próprias de quem começa uma vida nova e diferente, que deveria ser o início de um percurso; que não mais ouvirão as angústias próprias de quem está a crescer; nem verão os filhos tornarem-se adultos responsáveis, com as dores de crescimento que este país lhes traria.
por tudo isto, e mais aquilo que aqui não cabe porque não saberia escrever melhor, também eu o partilho.

"Vou te ensinar uma coisa, Dux. Que se calhar já vai tarde. Mas o que prepara as pessoas para a vida é o amor, a fraternidade, a solidariedade e o civismo. O respeito. A dignidade humana e a auto-estima. Isso é que prepara as pessoas para a vida, Dux. Não é a destruí-las, Dux. É ao contrário. É a reforçá-las".

Sem comentários: