2016

2016

21 março 2014

amanhã

quando era miúda e tinha que fazer alguma coisa que não gostava ou passar por alguma situação que me causasse tensão, pensava sempre que aquilo não durava para sempre. que dali a nada já tinha passado e a vida podia seguir tranquila. 
sempre fui muito boa aluna, e lembro-me claramente de um dia chegar a casa com um 18 a uma disciplina e o meu pai, que foi sempre exageradamente exigente com as notas, me dizer que não admitia que, tendo eu capacidade para tirar um 20, tirasse apenas um 18. lembro-me de estar a ouvir o sermão, lá muito em fundo, e de pensar que daí a uns anos seria maior de idade e independente e não mais teria que ouvir discursos. 
este é um exemplo de como tudo na vida passa. seja o sermão que dura dez minutos, um exame de condução que dura trinta ou uma fase má da vida que não sabemos quando termina, mas tem sempre um fim.
isto porque amanhã é um daqueles dias difíceis, em que terei que me superar. coisas simples que na maior parte dos casos se resolvem de forma ainda mais simples, mas quando temos demasiada bagagem atrelada a elas, acabam por nos condicionar. por isso, o meu pensamento em modo repeat é que vai correr bem. e que pelas quatro da tarde já terá passado. e da melhor forma. é assim quando se tem ao lado quem nos ampara.

imagem

4 comentários:

Ana Burmester Baptista disse...

Também fazia o mesmo: "amanhã a esta hora já passou", "vais ver que custa menos do que pensas" e no fim "só isto?"
Esta nossa capacidade de complicar o que por vezes não é nada complicado é que complica tudo (redundância propositada). Mas vai correr bem, vais ver!

Joana disse...

Lembro-me de receber sermões parecidos. Chegava a casa convencida que ia receber parabéns pela nota mas em vez disso levava raspanetes...

Às vezes ainda uso essa técnica. Amanhã é outro dia :)

Beijinho

Enjoy the Ride disse...

é mesmo isso, Ana. complicamos muito, mas por vezes ser racional não chega, porque o lado emocional acaba por nos toldar.
ainda assim, correu melhor do que eu esperava, tinhas razão. :)

Enjoy the Ride disse...

e foi mesmo, Joana. pensamento positivo, sempre. :)