2016

2016

13 junho 2014

aqui podia ser feliz

de todas as vezes que saio de Lisboa por alguns dias, tenho aquela ideia recorrente [que julgo ser comum a quem vive a correria das cidades] de como seria a minha vida se o ritmo abrandasse e eu fosse viver para uma cidade ou uma vila pequena. a ideia é sedutora nos primeiros minutos, mas a seguir penso em tudo aquilo de que gosto [e que tantas vezes inclui esse ritmo frenético] e que teria que deixar para trás. acho que especialmente apelativa a ideia de sentir o tempo a passar e não ter sempre que correr atrás de tudo, sempre a olhar para o relógio, sempre atrasada por algum motivo. acho que grande parte da minha ansiedade decorre da eventualidade de não conseguir cumprir os compromissos a que me proponho, falhar horários combinados, adiar prazos. 
sítios como este carregam esta magia de nos lembrar tudo aquilo que ambicionamos na loucura dos nossos dias, mas que provavelmente nos aborreceria se lá vivêssemos. ideal para um fim de semana, mas talvez não para uma alguém da minha idade, que ainda está a construir tanta vida.







imagens

Sem comentários: