2016

2016

17 janeiro 2015

Fábrica dos Sabores

já tinha ouvido falar e já tinha lido algumas coisas coisas sobre a Fábrica dos Sabores - Padaria Artesanal, as suficientes para eu ficar curiosa e com vontade de experimentar. hoje foi o dia. para começar, o espaço é arejado e muito bonito. tem mesas individuais, mesas de grupo e ainda uma mesa enorme, daquelas que se podem partilhar, mas sem o incómodo de termos em cima de nós os vizinhos do lado. a decoração é moderna, como são quase todos os espaços novos que têm surgido na cidade de Lisboa, e muito convidativa: a luz ambiente; a parede de ardósia, que rodeia a janela que dá para a cozinha e onde está descrito o menu; a parede ocupada pelas prateleiras onde, em jeito de mercearia, se expõem os produtos de origem nacional que aqui se vendem [desde compotas a azeite, passando por tábuas de servir, quase tudo se pode encontrar]. o serviço é eficiente e simpático, sem ser exagerado. 
com água na boca ao ver tantas coisas apetitosas, optei pelo brunch continental, que era manifestamente muito para mim: três tipos de pão, um croissant simples (ou scone em alternativa), manteiga, um delicioso doce de morango, um sumo de laranja natural, um croissant com chocolate (que trouxe para casa) e uma bebida quente, escolhi um cappuccino, enorme e muito bem feito. por tudo isto paguei 7,95€. 
há outras duas opções, que incluem ovos, bacon, fruta, panquecas, waffles e outras coisas, e que variam entre os 12€ e os 15€. sinceramente, acho que o que pedi, com mais um sumo, tinha dado para duas pessoas que não comam muito. ficou a vontade de regressar para experimentar os pratos, os hambúrgueres, as tartines (atum e tomate seco!), as pizzas e a pastelaria. ainda bem que não moro nem trabalho perto, senão ia ser a minha desgraça. 
cereja no topo do bolo: ao sair, reparei no autocolante na porta que diz que a Fábrica se associa à Refood, uma associação sem fins lucrativos que procura evitar o desperdício, resgatando e distribuindo refeições em boas condições, que os estabelecimentos deitariam fora, e que são aproveitados para doar a pessoas com carências alimentares.







imagens

Avenida Defensores de Chaves, nº 55
Lisboa
Padaria e pastelaria | Refeições rápidas e ligeiras

Sem comentários: