2016

2016

05 novembro 2015

dica saudável (e de Natal)

chegou cá a casa há uma semana e desde então tenho-me deliciado a escolher receitas e a admirar as fotografias extraordinárias tiradas pelo próprio Jamie Oliver. sou uma fã assumida, tenho quase todos os livros dele e de cada vez que anunciam que haverá mais um, não descanso enquanto não o tenho nas mãos. desta vez, como tem acontecido com os últimos volumes, não foi preciso esperar pelo lançamento e, digo-o sem ponta de vergonha, folhear as páginas ainda a cheirar a papel novo é um prazer.

mais informação

tem sido uma tendência crescente, na maior parte dos chefs e autores de livros de culinária, a preocupação com uma alimentação mais saudável e com a (re)integração de produtos ou suplementos que, por algum motivo, se perderam no tempo. este é mais um bom exemplo: um livro que dedica umas quantas páginas a incutir e motivar os leitores e apreciadores de comida para a importância de se seguir uma dieta mais equilibrada, mais sustentável para nós e para o planeta, apoiado em informação de especialistas (como nutricionistas ou médicos, por exemplo). ou seja, os livros de culinária começam a não ser apenas livros de receitas, mas também fontes fidedignas de informação para quem, como eu, gosta de se manter informado sobre as opções que faz. 
além disso, no caso do Jamie Oliver, era comum ver muitos ingredientes nos seus livros que dificilmente conseguíamos encontrar. hoje, ou porque o mercado está mais aberto ou porque há de facto uma maior percepção daquilo que é a rotina das pessoas, sempre a correr e sem tempo a perder, e se percebe que é importante que as receitas sejam apelativas e fáceis, acho que este livro foi pensado também nesse sentido, sendo a maior parte dos ingredientes fáceis de encontrar, seja num supermercado comum, num mercado biológico ou em lojas da especialidade, que crescem a olhos vistos.  
o livro é editado hoje e, digo eu que sou altamente suspeita, é uma belíssima sugestão para prenda de Natal.

Sem comentários: