2016

2016

24 novembro 2015

fazer a diferença

acredito que todos nós, em determinadas alturas, temos vontade de ajudar quem mais precisa: ou a amiga da vizinha, que é velhinha e a quem a família deixou de visitar; ou o sem-abrigo que dorme ao fundo da nossa rua; ou um animal abandonado, por quem passamos diariamente; ou mesmo a menina que é sobrinha do colega de trabalho e que está internada, a precisar de um transplante. nem sempre o dinheiro é a solução. diria mais, na maior parte dos casos, a solução passa pela companhia, por um pouco do nosso tempo ou tão simplesmente pela divulgação.
quando vejo campanhas relativas ao cancro da mama, lembro-me sempre das pessoas que me são próximas e que já viveram o horror da doença. duas, para ser mais precisa. hoje, os meios de diagnóstico são relativamente rápidos, mas a prevenção continua a ser a forma de combate mais eficaz. no entanto, nem todas temos acesso ao rastreio, porque infelizmente o nosso país ainda não é o melhor exemplo no que diz respeito à inclusão social, nomeadamente geográfica. 
por isso, surgiu esta petição, que é uma chamada de atenção para uma causa tão nobre quanto necessária. não é o cancro da mama que define uma mulher, diz neste vídeo a Adelaide de Sousa. por um direito básico, a equidade na luta contra o cancro. assinem.

3 comentários:

Dulce disse...

Done

Dulce disse...

Aproveito para te deixar um link através do qual poderás fazer o download do concerto de Dave Matthews Band aqui em Lisboa caso queiras recordar aquela noite fantástica!

http://www.dmbportugal.com/pt/gravacao-nao-oficial-do-concerto-de-lisboa-2015/

Enjoy ;)

Enjoy the Ride disse...

obrigada, Dulce! a dobrar. :)