2016

2016

09 dezembro 2015

querido Pai Natal

ultimamente, quando abro o armário, noto que tenho muitas peças de roupa que tem resistido à passagem do tempo. algumas porque são de estimação, outras porque vão passando de inverno para inverno, mesmo que já não as use com tanta regularidade, mas sobretudo porque as prioridades lá em casa deixam muito poucas poupanças para estes pequenos luxos. prefiro, de longe, encomendar um livro de vez em quando ou jantar fora, quando é possível, do que gastar dinheiro em roupa. reconheço que algumas peças já cumpriram a sua missão e é tempo de lhes dar outro destino. depois, olho para o que fica e parece-me tudo igual: o mais simples é enfiar umas calças de ganga, um camisolão quente e seguir. por isso, estou um bocadinho cansada de me vestir (quase) sempre da mesma maneira e, por vezes, até de forma mais informal do que devia em certas ocasiões. blusas, saias, vestidos ou casacos mais femininos estão debaixo de olho. com o Natal à porta, é inevitável passar pelas lojas online e suspirar por meia dúzia de peças (ou um pouco mais).


















todas as peças daqui

2 comentários:

Diana Ribeiro disse...

Concordo plenamente. o Hábito ou aquilo que nos faz sentir confortáveis acaba sempre por prevalecer até porque para quem passa o dia fora de casa (como é o meu caso) o mais importante é sentir-me cómoda. Aliado a isso temos mais factores como bem dizes: o facto de as peças irem resistindo à passagem do tempo e, também, o facto de a roupa hoje, na sua grande maioria ser cara relativamente à qualidade que apresenta, salvo raras excepções. Claro que isto é a minha opinião. A propósito das escolhas em si, gostei muito de todas mas ficou-me "debaixo de olho" logo a primeira e aquela saia preta que é a minha cara. Comprei pela primeira vez uma camisola na Promod a semana passada e gostei bastante das peças.
:)

Enjoy the Ride disse...

há anos que compro lá roupa e tenho peças que duram há imenso tempo. a relação qualidade/preço é boa. espero que o Pai Natal nos ouça. ;)