2016

2016

12 janeiro 2016

leituras

foi o último livro de 2015 e o primeiro de 2016: A Princesa de Gelo, um policial da sueca Camilla Läckberg. como tinha acabado de ler um livro tão bom, tive alguma dificuldade em começar um novo e, provavelmente por isso, custou-me entrar na história. mas, a partir de meio, talvez um pouco antes, as personagens começam a ser mais consistentes e o mistério adensa-se. a tentação seria a de comparar com outros que já li, mas a verdade é que, a partir do momento em que me prendeu, devorei o livro. e é dessa forma que avalio o quanto gosto ou não de um policial: se me entusiasma e se me entretém. este cumpriu bem ambas as funções.


sinopse

a história começa com a descoberta do corpo de uma jovem mulher numa banheira, que, descartada a possibilidade de homicídio, se suspeita ter sido assassinada por alguém próximo ou seu conhecido. o problema é que inicialmente as pistas parecem poucas e contraditórias e o caso parece encaminhar-se para um beco sem saída. não fosse uma das suas amigas de infância e um dos detetives responsáveis pelo caso, ambos empenhados em descobrir a verdade... 
depois, há uma relação amorosa que nasce - quem não gosta de um bom enredo romântico? - e uma vila inteira em alvoroço, devido a todas as questões e segredos antigos que este alegado homicídio põe a descoberto, num passado altamente perturbador, que pode mesmo ser a chave para o mistério. 
data de 2010 e é o primeiro livro da autora, aquele que a lançou para o panorama literário internacional. estou curiosa para ler os restantes, mas acho que para já faço uma pausa nos policiais. 

Sem comentários: