2016

2016

02 abril 2016

sexta feira à noite

apesar de adorar estar em casa, de vez em quando sinto falta daquelas noitadas, que começam sempre com um jantar. este grupo já não se juntava há uns tempos e, talvez por isso, a noite teve um gosto especial. fomos jantar a uma tasca ali para os lados do Cais do Sodré, para ficarmos perto do Musicbox, onde íamos ver um concerto. gosto muito de restaurantes tranquilos, com ambiente a meia luz, um pouco requintados, mas dá-me muito gozo de vez em quando ir para o meio da confusão. ora, ontem era o dia indicado: na nossa mesa, só mulheres a falar de relações; à nossa volta, o restaurante cheio de gente a ver o jogo do Benfica (e que belo resultado!), a falar alto e a beber uns copos. neste cenário improvável, comemos lindamente, cuscámos um pouco, falámos do coração, rimo-nos como há muito não me lembrava - é o que acontece quando um grupo de mulheres se junta para falar de coisas de mulheres.

a noite seguiu por ali, as ruas cheias de gente, uma animação de que gosto, mas tantas vezes me esqueço, sobretudo porque ao fim de semana tenho preguiça de pegar no carro e ir até Lisboa. depois, a Sequin no Musicbox: uma menina de Évora, que faz boa música eletrónica (nada daquela barulheira que erradamente associamos sempre a este género musical) e que foi a cereja no topo da nossa noite.
de vez em quando, paro para pensar na sorte que tenho de ter uma vida tão boa: tenho liberdade e tempo para o que mais gosto de fazer (seja uma caminhada sozinha à beira da praia, ao final da tarde, ou um encontro de amigos) e estou sempre rodeada de pessoas que têm a mesma vontade e disponibilidade, à distância de um telefonema ou de uma mensagem. e todos os dias agradeço por isso. para a semana há mais.

Sem comentários: