2016

2016

15 outubro 2016

Strudel

hoje era dia de comemorar o novo emprego de uma pessoa querida e fomos experimentar o brunch do Strudel. fui eu que escolhi o sítio, mas fiquei um pouco apreensiva depois de ler as críticas no Zomato, visto que boa parte delas falava do mau atendimento. das duas uma: ou tivemos sorte ou os restantes apanharam dias maus. ou então as críticas surtiram efeito e o serviço melhorou bastante. a verdade é que fomos bem atendidos e estava tudo impecável.


o lugar é muito giro, todo em madeira e tons de branco, com candeeiros pendentes do tecto, mesas grandes corridas e uma esplanada. nas montras, milhões de coisas boas e apetitosas, que apetece comer com os olhos. a dificuldade é mesmo escolher, porque é uma pastelaria, padaria e restaurante, tudo ao mesmo tempo. escolhemos dois menus pequeno almoço, que incluíam sumo do dia (além do sumo de laranja natural, há dois à escolha), pedimos de morango (delicioso!); bebida quente, pedimos um galão e um chá verde; taça de iogurte grego com cereais e morangos (alternativa panquecas); cesto de pão (branco e de centeio) e croissant (alternativa scones); queijo flamengo (ou brie ou fiambre) e manteiga e compota (ou mel). no final, dividimos um strudel que, não sendo igual ao alemão, deu para matar as saudades.
quem ia connosco, optou por escolher apenas o que queria e pedir tudo em separado, que fica surpreendentemente mais barato do que o brunch. os ovos mexidos com bacon e os ovos com salmão fumado tinham realmente bom aspeto, mas acho que não conseguiria comer tudo. gostei sobretudo da relação qualidade/preço e acho que foi uma das poucas vezes em que comi tudo sem me sentir enfartada no final. é para voltar, sem dúvida.



Sem comentários: